Sábado, 13 de Dezembro de 2008

Caros leitores leiam com atenção este artigo publicado por um nosso amigo e companheiro, Duarte Nuno Pinto, licenciado em Ciências Políticas e veterano dos processos eleitorais. Ele há mitos persistentes, mas que não resistem a uma análise de rigor e concisa. Leiam e comentem:

"Como interpretar as Sondagens?

São muitos os que perante uma Sondagem sejam levados a uma interpretação errada sobre o hipotético montante dos votos de cada Partido ou Coligação, face ao anterior acto eleitoral, dado que as sondagens quando referem as percentagens dos votos obtidos no anterior acto eleitoral, não podem garantir que estarmos perante o mesmo número de votos.

Quando se pretende analisar se uma força Política teve mais ou menos votos em diferentes actos eleitorais, Assembleia da Republica,  esta só pode ser feita pelo número de votos e não em percentagem, como é fácil de verificar pelo quadro abaixo indicado.

Verifica-se, claramente, que os dois maiores Partidos tiveram um ligeiro acréscimo do seu Eleitorado Base, por transferência do PCP/CDU e o CDS/PP que perderam eleitorado, e que as alterações significativas que ocorrem nos dois grandes partidos políticos, nalguns actos eleitorais, resultaram do facto do Partido que perdeu votos, nesse acto eleitoral, ter tido o seu eleitorado desmotivado.

 

O Interesse Cruzado, situação que leva um eleitor a votar, transitoriamente, noutra força política tem pouca expressão, a Desmotivação, isso sim, tem peso nos resultados.

 

 

 

Votos obtidos pelos 5 maiores partidos e coligações nas Legislativas desde 1975

 

 

PS

PSD

PCP/CDU

CDS/PP

BE

Outros

Abri 1975  2.162.972  1.507.282    711.935  434.879    44.877 (6)236.318
Abri1976  1.911.769  1.336.697    786.701  877.494    91.691  
Dez.  1979 1.642.136 (3)2.554.458 (5)1129.322 (3)  23.523  130.842  141.227
Out.  1980 (1)1.673.279 (3)2.706.667  1009.505 (3)  13.765    83.204  147.644
Abri1983  2.061.309  1.554.804  1031.609  716.705 (2)  
Out.  1985  1.204.321  1.732.288   898.281  577.580 (2) (7)1.038.89  
Julh  1987  1.262.506  2.850.784   689.137  251.987 (2) (7)278.561
Out.  1991  1.670.758  2.902.351   504.583  254.317 (2) (8) 96.096
Out.  1995  2.583.755  2.014.589   506.157  534.470 (2)  
Out.  1999  2.385.922  1.750.158   487.058  451.643 (4)132.333  
Mar2002  2.068.584  2.200.765   379.870  477.350  149.966  
Fev.  2005  2.589.195  1.652.942   433.210 416.080 364.922  

 

 Nota: (1) O PS integrou a FRS, (2) A UDP dispersou-se noutras formações, (3) Constitui-se a AD (PSD, PPM e parte do CDS), (4) O BE integrou diversas Org. da extrema esquerda,  (5)  A CDU passou a integrar o PCP, Verdes e MDP/CDE, (6) MDP/CDE, (7) PRD, (8) PND.

 

Quanto ao BE tem hoje o mesmo Eleitorado Base que tinha a UDP em 1979, se acrescentarmos os votos do então PSR, PCP-ML e outras pequenas forças políticas da mesma área, que se agruparam nesta coligação.

 

A fundamentar a afirmação do primeiro parágrafo basta reparar que o PS em 2005, com José Sócrates, teve os mesmos votos que António Guterres em 1995, mas este esteve longe da maioria absoluta que José Sócrates obteve.

 

A Resposta está no facto de 350.000 eleitores do PSD, por desmotivação com Santana Lopes, terem ficado em casa, não indo votar, o que permitiu a maioria absoluta do PS. 

 

Daí que se tenha sempre em conta o número de votos e não a percentagem quando se quer analisar diferentes actos eleitorais e não as percentagens, pois estas só têm significado para a forma como os votos foram distribuídos num dado acto eleitoral ou o que se perspectiva, numa sondagem, para um próximo acto eleitoral.

 

A confirmação desta realidade verifica-se também pela análise das eleições Espanholas.

 

Em 1992 o Partido Popular (PP) de Aznar, perdeu as eleições para o Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) de Gonzales, mas em 1996 o PP ganhou as eleições, por uma pequena margem, com os mesmos votos (9.716.006), que tinha tido quatro anos antes, mas o PSOE, por desmotivação do seu eleitorado, teve menos 500 mil votos.

 

No ano de 2000 o PP teve maioria absoluta, com poucos mais votos que tinha tido 4 anos antes, mas o PSOE, com uma maior desmotivação do seu eleitorado, teve menos 2 milhões de votos.

 

Em 2004 o PP perdeu as eleições com os mesmos votos que teve quando ganhou pela primeira vez, em 1996, porque desta vez o PSOE recuperou o seu eleitorado e voltou a ter 10.909.687 eleitores.

 

O PP de Aznar neste período ganhou ou perdeu o Poder com mesmo número de votos, com percentagens muito diferentes nesses actos eleitorais.Fácil é de verificar que o determinante para qualquer força política, é conseguir mobilizar o seu “eleitorado base” ou “natural“.

 

Ou seja reportando a actual realidade política nacional verifica-se pelo quadro dos resultados das Legislativas, desde 1975, que o PS é a força política com o “eleitorado base” ou “natural” mais elevado, verificando-se que as grandes oscilações nas duas maiores forças políticas ocorreram quando foram confrontadas com a desmotivação dos seus “eleitorados base“, como ocorreu em 2005 em que 600 mil eleitores do PDS, por desmotivação para com o Santana Lopes, ficaram em casa, enquanto o PS fez o pleno do seu eleitorado.

 

Situação idêntica ocorreu em 1979 mas de sinal contrário, em que o eleitorado “desmotivado” foi o do PS.

 

Pretende-se deste modo destacar que os valores das Sondagens que acabam de ser publicados, dando em percentagem um acréscimo de votação na CDU e no BE, pode não representar mais votos nestas forças políticas, mas uma grande desmotivação dos eleitorados do PS e do PSD.

 

Se for esta a situação, basta a CDU e o BE terem os mesmos votos que tiveram em eleição anterior para que, em termos percentuais, estas mesmas forças políticas apareçam com uma percentagem mais elevada.



publicado por weber às 16:54 | link do post | comentar

1 comentário:
De Odete Pinto a 14 de Dezembro de 2008 às 16:56
Muito interessante e esclarecedor, de facto.


Comentar post

ACREDITAMOS NO FUTURO
História do PS
RECEBA NOTIFICAÇÃO DE POST´S E A NEWSLETTER - REGISTE-SE

COLOQUE AQUI O SEU ENDEREÇO DE EMAIL:

Delivered by FeedBurner

LINKS
POST'S RECENTES

AGRADECIMENTO E RESULTADO...

OBRIGADA PELA CONFIANÇA!

AMADORA: O NOSSO COMPROMI...

BALANÇO AUTÁRQUICO, EM RE...

ACREDITAMOS NO FUTURO

FELIZ NATAL E BOM ANO NOV...

REPORTAGEM SIC - PROGRAMA...

PS AMADORA - LISTAS 2012

EXEMPLO DE BOA GESTÃO!!

“Anuário Financeiro dos M...

ARQUIVO
ETIQUETAS

25 abril(2)

acessibilidades(1)

acordo troika(1)

amadora(15)

ambiente(13)

apresentação candidatura(2)

autárquicas 2009(13)

autárquicas 2013(3)

balança tecnológica(1)

balanço 2005 - 2009(1)

biblioteca(1)

candidatos(2)

candidatura faul(1)

carla tavares(8)

carla tavares 2013(4)

casamento homossexual(1)

comício(4)

comissão politica(1)

compromisso(1)

comunicação social(1)

concelhia(1)

conferências(1)

congresso faul(1)

congresso nacional(7)

convenção autárquica(3)

cril(2)

cultura(2)

debate parlamentar(3)

defender portugal(2)

demolições(1)

discurso(2)

editorial(1)

educação(7)

eleições(6)

eleições europeias(7)

eleições legislativas 2011(5)

empreendedorismo(3)

emprego(3)

entrevista(3)

equipa municipal(1)

equipamentos(1)

europeias(3)

faul(4)

feliz natal(1)

festa jovem(1)

finanças(1)

formação(3)

fórum(1)

fotos(1)

freguesias(1)

gestão(1)

governo(1)

homenagem(1)

homenagem militantes(1)

integração social(1)

internacional(1)

jantar candidatura(1)

joaquim raposo(6)

joaquim raposo 2010(3)

josé sócrates(3)

juventude(1)

legislativas 2009(3)

lei financiamento partidos(1)

listas(2)

listas 2012(1)

manifesto eleitoral(1)

manuel alegre(1)

marca ps(3)

mensagem(1)

metro(1)

moção(1)

moções(1)

newsletter(1)

newsletter 11(1)

newsletter 12(1)

newsletter 2(1)

newsletter 3(1)

newsletter 4(1)

newsletter 5(1)

newsletter 6(1)

newsletter 8(1)

newsletter 9(1)

opinião(23)

orçamento do estado(1)

partido socialista(2)

política(27)

presidenciais 2011(2)

programa eleitoral(3)

ps(12)

ps amadora(7)

regionalização(2)

requalificação urbana(5)

resultados(2)

smas(2)

social(4)

sócrates 2011(2)

sondagens(11)

tempo antena(3)

tgv(2)

transportes(3)

todas as tags

ESTATUTO EDITORIAL
O BLOGUE “O MELHOR DA AMADORA SÃO SEMPRE AS PESSOAS” PRETENDE SER UM ESPAÇO DE LIVRE OPINIÃO, CRITICO, DE PENSAMENTO E DE DIVULGAÇÃO, NORTEANDO-SE PELO SOCIALISMO DEMOCRÁTICO, CIMENTO IDENTITÁRIO DO PARTIDO SOCIALISTA. O SEU CORPO REDACTORIAL INTEGRA MILITANTES DO PARTIDO SOCIALISTA DA AMADORA E MEMBROS DA SUA COMISSÃO POLÍTICA CONCELHIA. PRETENDEMOS DIVULGAR PENSAMENTO, CRITICA, REFLEXÃO, INFORMAÇÃO, OPINIÃO SOBRE TEMAS INTERNACIONAIS, NACIONAIS, REGIONAIS E LOCAIS. CONVIDAREMOS, SEMPRE QUE O ACHARMOS OPORTUNO E AJUSTADO, MILITANTES, OU NÃO, QUE POSSAM CONTRIBUIR PARA O DEBATE QUE ESTIVERMOS A TRAVAR. OS TEXTOS SERÃO, SEMPRE, ASSINADOS PELOS SEUS AUTORES. OS COMENTÁRIOS SERÃO POSSÍVEIS, E BEM VINDOS, MAS OBEDECERÃO A ALGUNS CRITÉRIOS: 1- OS AUTORES DOS COMENTÁRIOS NUNCA PODERÃO SER ANÓNIMOS; 2- NOS SEUS COMENTÁRIOS NÃO PODERÃO NUNCA UTILIZAR LINGUAGEM OBSCENA, OFENSIVA OU INSULTUOSA; 3- O CONTRADITÓRIO É ACEITÁVEL E DESEJÁVEL; 4- OS COMENTADORES NÃO PODERÃO, INSISTENTEMENTE, REPETIR ARGUMENTOS, OPINIÕES E CRITICAS; 5- OS RESPONSÁVEIS DO BLOGUE COLOCARÃO, SEMPRE, EM ESPERA OS COMENTÁRIOS AOS POSTES, PARA UMA “LEITURA” PRÉVIA, ANTES DE SEREM COLOCADOS ON-LINE; 6- SÓ SERÃO CONSIDERADOS OS COMENTÁRIOS QUE, DIRECTAMENTE, ESTIVEREM RELACIONADOS COM O POSTE PUBLICADO. SEMPRE QUE ALGUM COMENTÁRIO SEJA OBJECTO DE RESPOSTA, SÊ-LO-Á FEITO PELO AUTOR DO POSTE VISADO, SALVO SE A REDACÇÃO DO BLOGUE ENTENDER DE MODO DIVERSO. A REDACÇÃO DO BLOGUE “O MELHOR DA AMADORA SÃO SEMPRE AS PESSOAS”
O NOSSO E-MAIL
p.socialistadaamadora@gmail.com