Sábado, 15 de Novembro de 2008

 

 

 Dimitrov foi um dirigente búlgaro, acusado de incendiar o Reichstag ( acusação de que foi absolvido) que, creio, em 1939, num Congresso da Internacional Comunista , defendeu --e foi validada -- a tese do cavalo de Tróia. Em que consistia essa tese? Os comunistas introduzirem-se em movimentos, criarem o descontentamento  e tomarem posse da cidade, das lutas e das causas que eles, sendo minoritários, e disfarçados, iam desenvolvendo com a força alheia.

O PCP descobriu o seu cavalo de Tróia: e a Fenprof e um seu dócil e medíocre e acrítico servidor: Mário Nogueira.

Se for necessário mentir, mente-se; se for necessário desonrar compromissos, desonram-se.

Alguns jornais ajudam. Não em nome do rigor jornalístico, mas de interesses de que a ministra e a educação são apenas a ponta do iceberg. E um iceberg só tem visível um décimo da sua dimensão.

Porque o que está em causa é um Governo.

A Fenprof aceita, em negociações com  a ministra, o princípio da negociação. Mas agora já não quer a avaliação. Ser conservador é o que está a dar. Que tudo fique na mesma. Que se congele o mérito como progressão na carreira. Compreenderia que se reavaliasse alguma metodologia da aplicação da avaliação. Mas não. O que acontece é que sob o pretexto de uma eventual burocratização da avaliação, o que  que se quer pôr em causa é o princípio mesmo da avaliação.

Se, porventura, a ministra da Educação caísse, o que não acredito, a derrota não seria da ministra, será do Governo, clamarão em uníssono, o PCP, o BE, o PSD e o CDS-PP.

A Fenprof desonrou o compromisso com a ministra em matéria de avaliação.

Mas a Fenprof também mentiu em matéria de cerceamento da liberdade de reunião.

É proveitoso explicar o que se passou. O Público em primeira página e com um editoriasl flamboyante ( inflamado/inflamante, melhor, com a chama que se usa na banana flambée) insurgiu-se, mais com indignação militante do que isenção jornalística, contra a proibição por um conselho directivo ( ou executivo) de uma escolas de os professores se reunirem nas suas instalações.

No dia seguinte, o próprio Mário Nogueira veio reconhecer que a informação era falsa. Mário Nogueira em pequenas, muito pequenas declarações, reconheceu mas menosprezou a mentira. Deu azo a uma pequena caixa no Público. Uma ignomínia era lavada com água suja. Mas a suspeição ficara. Editorial ou pedido de desculpas do Público? Nada.Estou à espera da reflexão do provedor de leitores, Joaquim Vieira, profissional que muito respeito.

Não há desculpas para uma afirmação tão grave. Mas devia haver consequências.

A leviandade  ou a servidão militante de Mário Nogueira são inenarráveis.

Insisto: o jornal calou-se. Uma notícia que deu origem a  um editorial do director, não mereceu uma pequena nota que fosse, mais não fora que na rubrica "O Público errou". Mas nem isso aconteceu.

No mínimo, produziu  uma informação não rigorosa nem contraditada; no meio, uma informação preconceituosa; no máximo, uma informação desonesta.

                                            /////////////////////

 

Às vezes pergunto-me  como seria valiado o próprio Mário Nogueira. Que professor é que ele foi? O seu currículo, com a componente de mérito, onde é que ele está? A sua autoridade advém-lhe de ser do PCP ou do professor que não é há muito anos, ainda que se advogue representante da classe?

Mário Nogueira é professor? Aonde exerce? O que exerce? desde quando não exerce?

Conheco dirigentes do PCP que 30 anos depois de abandonarem a profissão por funcionalização no Partido, ainda tinham para o exterior e para as eleições do Comité Central ( em nome da simbólica e regra de ouro da maioria operária), a profissão de operários.

Que aconteceria hoje se Mário Nogueira fosse avaliado como professor?

Que autoridade moral e docente tem para contestar a avaliação?

Não deixa de ser curioso, e com alguma carga irónica, que os professores-sindicalistas ( ao contrário do que acontece noutras profissões) estão dispensados de dar aulas e recebem pelo Ministério da Educação...

P.S. Estranho posições de alguns socialistas que apenas têm um olho e nem sequer os dois, na árvore, quando o Dimitrov regressado, no combate à árvore ( Educação), quer é destruir a floresta ( o Governo). A ingenuidade não justifica tudo.

Rogério Rodrigues

 

 



publicado por rogério às 15:43 | link do post | comentar

ACREDITAMOS NO FUTURO
História do PS
RECEBA NOTIFICAÇÃO DE POST´S E A NEWSLETTER - REGISTE-SE

COLOQUE AQUI O SEU ENDEREÇO DE EMAIL:

Delivered by FeedBurner

LINKS
POST'S RECENTES

AGRADECIMENTO E RESULTADO...

OBRIGADA PELA CONFIANÇA!

AMADORA: O NOSSO COMPROMI...

BALANÇO AUTÁRQUICO, EM RE...

ACREDITAMOS NO FUTURO

FELIZ NATAL E BOM ANO NOV...

REPORTAGEM SIC - PROGRAMA...

PS AMADORA - LISTAS 2012

EXEMPLO DE BOA GESTÃO!!

“Anuário Financeiro dos M...

ARQUIVO
ETIQUETAS

25 abril(2)

acessibilidades(1)

acordo troika(1)

amadora(15)

ambiente(13)

apresentação candidatura(2)

autárquicas 2009(13)

autárquicas 2013(3)

balança tecnológica(1)

balanço 2005 - 2009(1)

biblioteca(1)

candidatos(2)

candidatura faul(1)

carla tavares(8)

carla tavares 2013(4)

casamento homossexual(1)

comício(4)

comissão politica(1)

compromisso(1)

comunicação social(1)

concelhia(1)

conferências(1)

congresso faul(1)

congresso nacional(7)

convenção autárquica(3)

cril(2)

cultura(2)

debate parlamentar(3)

defender portugal(2)

demolições(1)

discurso(2)

editorial(1)

educação(7)

eleições(6)

eleições europeias(7)

eleições legislativas 2011(5)

empreendedorismo(3)

emprego(3)

entrevista(3)

equipa municipal(1)

equipamentos(1)

europeias(3)

faul(4)

feliz natal(1)

festa jovem(1)

finanças(1)

formação(3)

fórum(1)

fotos(1)

freguesias(1)

gestão(1)

governo(1)

homenagem(1)

homenagem militantes(1)

integração social(1)

internacional(1)

jantar candidatura(1)

joaquim raposo(6)

joaquim raposo 2010(3)

josé sócrates(3)

juventude(1)

legislativas 2009(3)

lei financiamento partidos(1)

listas(2)

listas 2012(1)

manifesto eleitoral(1)

manuel alegre(1)

marca ps(3)

mensagem(1)

metro(1)

moção(1)

moções(1)

newsletter(1)

newsletter 11(1)

newsletter 12(1)

newsletter 2(1)

newsletter 3(1)

newsletter 4(1)

newsletter 5(1)

newsletter 6(1)

newsletter 8(1)

newsletter 9(1)

opinião(23)

orçamento do estado(1)

partido socialista(2)

política(27)

presidenciais 2011(2)

programa eleitoral(3)

ps(12)

ps amadora(7)

regionalização(2)

requalificação urbana(5)

resultados(2)

smas(2)

social(4)

sócrates 2011(2)

sondagens(11)

tempo antena(3)

tgv(2)

transportes(3)

todas as tags

ESTATUTO EDITORIAL
O BLOGUE “O MELHOR DA AMADORA SÃO SEMPRE AS PESSOAS” PRETENDE SER UM ESPAÇO DE LIVRE OPINIÃO, CRITICO, DE PENSAMENTO E DE DIVULGAÇÃO, NORTEANDO-SE PELO SOCIALISMO DEMOCRÁTICO, CIMENTO IDENTITÁRIO DO PARTIDO SOCIALISTA. O SEU CORPO REDACTORIAL INTEGRA MILITANTES DO PARTIDO SOCIALISTA DA AMADORA E MEMBROS DA SUA COMISSÃO POLÍTICA CONCELHIA. PRETENDEMOS DIVULGAR PENSAMENTO, CRITICA, REFLEXÃO, INFORMAÇÃO, OPINIÃO SOBRE TEMAS INTERNACIONAIS, NACIONAIS, REGIONAIS E LOCAIS. CONVIDAREMOS, SEMPRE QUE O ACHARMOS OPORTUNO E AJUSTADO, MILITANTES, OU NÃO, QUE POSSAM CONTRIBUIR PARA O DEBATE QUE ESTIVERMOS A TRAVAR. OS TEXTOS SERÃO, SEMPRE, ASSINADOS PELOS SEUS AUTORES. OS COMENTÁRIOS SERÃO POSSÍVEIS, E BEM VINDOS, MAS OBEDECERÃO A ALGUNS CRITÉRIOS: 1- OS AUTORES DOS COMENTÁRIOS NUNCA PODERÃO SER ANÓNIMOS; 2- NOS SEUS COMENTÁRIOS NÃO PODERÃO NUNCA UTILIZAR LINGUAGEM OBSCENA, OFENSIVA OU INSULTUOSA; 3- O CONTRADITÓRIO É ACEITÁVEL E DESEJÁVEL; 4- OS COMENTADORES NÃO PODERÃO, INSISTENTEMENTE, REPETIR ARGUMENTOS, OPINIÕES E CRITICAS; 5- OS RESPONSÁVEIS DO BLOGUE COLOCARÃO, SEMPRE, EM ESPERA OS COMENTÁRIOS AOS POSTES, PARA UMA “LEITURA” PRÉVIA, ANTES DE SEREM COLOCADOS ON-LINE; 6- SÓ SERÃO CONSIDERADOS OS COMENTÁRIOS QUE, DIRECTAMENTE, ESTIVEREM RELACIONADOS COM O POSTE PUBLICADO. SEMPRE QUE ALGUM COMENTÁRIO SEJA OBJECTO DE RESPOSTA, SÊ-LO-Á FEITO PELO AUTOR DO POSTE VISADO, SALVO SE A REDACÇÃO DO BLOGUE ENTENDER DE MODO DIVERSO. A REDACÇÃO DO BLOGUE “O MELHOR DA AMADORA SÃO SEMPRE AS PESSOAS”
O NOSSO E-MAIL
p.socialistadaamadora@gmail.com